quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Cocaína alternativa.

Sim, de fato, eu estava lá com um propósito.
Meu objetivo era simples, mas poderia se tornar impossível, dependendo das circunstâncias.
No começo foi tudo meio singelo, até demais. Pensei que tudo estava arruinado, até entrar naquela sala, que estava bem escura.
Passaram-se quinze minutos, e eu já estava ouvindo meu coração pulsar.
Eu, definitivamente, não teria coragem de tomar iniciativa alguma.
Para minha sorte, a mão dela, devagar, se aproximou da minha, aí então minha insegurança foi dar uma volta, ou talvez mais de uma.

2 comentários:

  1. conheço bem demais essa história em...

    ResponderExcluir
  2. ahaha obrigado!

    gostei da insegurança indo passear
    queria que a minha desse umas voltas tambem...

    ResponderExcluir